Home NegociosFarmácia Estética: Entenda esse ramo de atuação
Farmácia Estética: Entenda esse ramo de atuação

Farmácia Estética: Entenda esse ramo de atuação

Nicho faz parte de uma tendência de mercado que cresce mesmo com a crise.

Apostar no ramo de Farmácia Estética pode ser um tiro certo, se você está com a sua carreira estagnada e sem muitas perspectivas. Os brasileiros estão cada vez mais preocupados com beleza e cuidados pessoais, apontou relatório recente da Mintel, principal agência de inteligência de mercado do mundo.

Segundo o levantamento, mesmo com a crise, o setor deve continuar a crescer – ainda que com taxas moderadas, quando comparadas com números dos últimos anos. Entre 2015 e 2019, o crescimento médio anual deve ser de 10,2%, atingindo os R$ 107,3 bilhões no último ano da amostragem.

No período anterior, entre 2010 e 2014, o aumento por ano foi de 13%. Mesmo assim, se confrontado com outros segmentos, o nicho dos cosméticos chegou a superar em 63% outras categorias, no mesmo período. Nada mal, né? Que tal pegar carona nessa tendência de consumo?

Aplicação de toxina botulínica é uma das atribuições do profissional. Foto: stockunlimited

Atuação da Farmácia Estética aumenta

Se já não bastassem motivos para cair de cabeça nesse nicho de mercado, no ano passado, o Conselho Federal de Farmácia (CFF), por meio da Resolução 616/2015, ampliou a área de atuação do profissional no âmbito da saúde estética.

A nova determinação vigente também definiu requisitos técnicos para esse exercício. O texto salienta a necessidade de especialização na área de Farmácia Estética para atuar no campo. Veja seis novos recursos terapêuticos acrescentados às atribuições desse profissional:

  • Aplicação de toxina botulínica
  • Preenchimentos dérmicos
  • Carboxiterapia
  • Intradermoterapia
  • Agulhamento e microagulhamento estético
  • Criolipólise.

Somam-se a essas atribuições aquelas regulamentadas por resoluções passadas. Entre elas, destacam-se  cosmetoterapia, iontoforese, laserterapia, peelings químicos e mecânicos, radiofrequência estética e sonoforese (ultrassom estético).

Além disso, todo farmacêutico estético pode prescrever cosméticos; dermocosméticos; fitoterápicos; suplementos vitamínicos, minerais e alimentares; e medicamentos isentos de receita médica.

Como ser um farmacêutico estético

Interessado em seguir nesse segmento? Para trabalhar como farmacêutico estético, existem três caminhos: a graduação em cursos livres específicos, pós-graduação em Farmácia Estética ou comprovada atuação na área por, no mínimo, dois anos, contínuos ou intermitentes.

Como ainda não há cursos livres reconhecidos pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), restam somente as outras duas alternativas. Vale ressaltar que, para atuar de forma legal, o curso de especialização Latu Sensu também precisa ser reconhecido pela instituição máxima reguladora.

Como a Resolução nº 616/15 é relativamente recente, pode-se esperar a criação de cursos de graduação já voltados especificamente para a Farmácia Estética. É o que acredita a CFF, que promete divulgar a lista de cursos livres, ministrados por instituições reconhecidas pelo órgão, assim que saírem.

Gostou do artigo?Deixe um comentário e continue nos acompanhando.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *